“Políticas de combate às drogas serão ampliadas em Goiás”, diz Irapuan

Secretário de Segurança Pública participa de celebração dos 20 anos do Programa Educacional de Resistência às Drogas e Violência (Proerd), iniciativa que já atendeu quase 1 milhão de estudantes. Por meio dele, também são realizadas ações de cidadania e redução da violência

“Goiás contará com políticas cada vez mais eficazes no combate às drogas”, afirmou o secretário de Segurança Pública, Irapuan Costa Júnior, nesta segunda-feira (26/03), ao participar da solenidade de comemoração dos 20 anos do Programa Educacional de Resistência às Drogas e Violência (Proerd).

O programa teve início em 1998 e já atendeu quase um milhão de estudantes. As lições são centradas em habilidades e conhecimentos para reconhecer e resistir à pressão em caso de oferecimento de drogas e desenvolvimento da autoestima. “É uma iniciativa muito importante para prevenir o mal que as drogas podem causar na vida de qualquer pessoa”, disse Irapuan.

Por meio do Proerd, também são executadas ações de cidadania e redução da violência. Em salas de aula, os policiais militares também detectam crianças que são vítimas de maus tratos, bullying, violência sexual, bem como pais que são usuários e traficantes de drogas. “Sem dúvidas, é um programa muito eficaz. Previne uma série de situações e vamos trabalhar para ampliá-lo, declarou o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Sílvio Vasconcelos.

Ao identificar situações de risco, os instrutores são responsáveis pela produção de relatórios ao Comando da Polícia Militar. Os documentos são levados à Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Conselho Tutelar Regional, Ministério Público e Juizado da Infância e Juventude.  “O programa é resultado de um esforço cooperativo que envolve escola, polícia e comunidade”, explicou a coordenadora estadual do Proerd, major Cláudia da Silva Lira.

Fotos: André Costa

Fonte: SSP – GO / Por Marielly Cristina

Compartilhar

Categoria Notícias