Entidades representativas dos Policiais Civis aguardam audiência com o Governador Marconi Perillo

Representantes das entidades aguardam audiência com o Governador Marconi Perillo

Representantes das entidades policiais aguardam audiência com o Governador Marconi Perillo

A Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Goiás (Adpego) e o Sindicato dos Delegados do Estado de Goiás (Sindepol), juntamente com  com as demais entidades que representam os Policiais Civis goianos solicitaram, na última sexta-feira (2), o agendamento de audiência pública com o Governador Marconi Perillo. As entidades querem tratar da recomposição salarial da categoria com o chefe do executivo estadual. O Delegado e Deputado Federal, João Campos, representante segurança pública junto ao governo, participou da reunião.

A presidente do Sindepol, a Delegada Silvana Nunes, diz que a categoria quer que a recomposição salarial de 12,33% para este ano, antes prevista para dezembro, seja antecipada para outubro. Ela explica que, na época em que o governo encaminhou à Assembleia Legislativa o projeto de Lei, que prorrogou a parcela do final do ano passado para 2018, ficou acordada a possibilidade do adiantamento de referida parcela.

O presidente da Adpego, Delegado Waldson de Paula, informou que o Deputado Federal, João Campos,  ficou encarregado de agendar a reunião com o Governador, bem como com o Secretário da  Segurança Pública e Administração Penitenciária, José Eliton, para que ele possa ser informado do pleito dos Policiais Civis.  Waldson mostra-se otimista e acha que o governo, mesmo diante das dificuldades de momento, atenderá a solicitação dos Policiais Civis, considerando ser justo o pedido.

 

Compartilhar